quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Na melhor estrada cai o sangue

Steven Saylor é a minha mais recente descoberta literária. Trata-se de um escritor americano, apaixonado desde
miúdo pelos clássicos e formado em história, com uma deliciosa escrita no género policial. Já adivinharam, não?
Claro! a nossa velha Roma no tempo da República!

Li agora o "Crime na Via Ápia " e fiquei tão entusiamada que já fui à procura do resto da obra do senhor.
Uma série de livros intitulada "Roma sub-rosa" onde já contei pelo menos dez. E eu que não sabia de nada!
Este que li, não é dos primeiros nem dos últimos e, ao que consegui apurar, há uma determinada ordem cronológica nestas edições.

Neste volume encontramo-nos no ano 52 a.C. e, naturalmente, o enredo é à volta do assassínio do intratável Públio Clódio e das terriveis consequências que teve nas ruas de Roma. Cicero no seu melhor, embora só o saibamos hoje por ter publicado o discurso de defesa de Milo (o suposto assassino), que foi considerado um dos seus melhores. No tribunal, naquele ano de 52, não foi capaz de o proferir, coisa que também ficou para a história.
A história é narrada pelo personagem Gordiano - o descobridor - que curiosamente consegue mover-se no meio de qualquer facção politica e sem papas na lingua. Um grande feito, naqueles tempos! Impossivel não nos encantarmos com ele.

São quase quinhentas páginas que não temos vontade de pousar, nem depois de as acabarmos de ler!

1 comentário:

Ângelo R. Borges disse...

De onde te vem essa obcessão por Roma, rapariga?
Não me bastou ter de aturar a Romana, que foi vizinha do pai?
Estes romanos, são loucos!!!